Medir os resultados dos negócios é indispensável para a tomada de decisões estratégicas

14 de janeiro de 2021

Não é possível medir resultados e criar estratégias de desenvolvimento sem ter, em mãos, indicadores de qualidade para balizar a tomada de decisões. Esse é o caminho para todos os departamentos, dos Recursos Humanos ao Marketing. São diversos os números que traduzem a performance das empresas e é preciso compreender muito bem cada um deles para que a interpretação desses resultados seja precisa e leve, de fato, a melhorias. Pensemos, então, nas definições e aplicações das métricas e dos KPIs (Key Performance Indicators).

Enquanto as métricas são quantitativas e conseguem decifrar informações sobre os negócios e também sobre o comportamento do usuário (interno ou externo), os KPIs são mais qualitativos, ou seja, consideram os dados gerados pelas métricas para compreender detalhes sobre as estratégias adotadas previamente e definir se são necessárias mudanças de percurso e alterações nos processos para que a companhia consiga se aproximar dos objetivos traçados.

No âmbito do marketing digital, por exemplo, as métricas apontam a navegação nas plataformas virtuais, indicando número de usuários, quantidade de visitas no site, taxa de rejeição e como aquele consumidor chegou ao portal. São números que carecem de interpretação de especialistas visto que, por si só, não apresentam a informação que de fato é necessária para o plano estratégico. Com as metas em mãos, os KPIs são criados para nos mostrar se as campanhas desenvolvidas foram eficientes para a conversão. De forma prática, as métricas apontam o comportamento individual das pessoas no ambiente virtual da companhia e os KPIs avaliam a performance do negócio diante dessas métricas.

Importante destacar que, novamente, o trabalho de análise desses indicadores deve ser personalizado para cada empresa, visto que cada companhia tem seus produtos e serviços, seus objetivos, suas metas e seu plano de negócios. “Pensando no marketing digital, por exemplo, o Google Analytics nos dá uma grande quantidade de métricas, mas quais são as mais relevantes para cada negócio? Quais devem ser selecionadas – e como elas devem ser consolidadas – para a construção de KPIs verdadeiros e que promovam avaliações criteriosas sobre o desempenho dos negócios?”, questiona Simone Tamura, sócia da Be-Konnect.

Além de personalizada por companhia, essa avaliação deve ser contínua, segmentada de acordo com cada campanha, para que os resultados individuais das ações sejam observados a fim de gerar uma estratégia global de crescimento. “Não se trata de uma avaliação pontual, com início, meio e fim rapidamente. É um trabalho diário, de acompanhamento, e durante o qual os resultados e as avaliações vão servindo de base para novas estratégias”, finaliza Simone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *